Aparelhos ortopédicos disjuntores corrigem problemas na maxila das crianças

A má formação do palato, que é um osso localizado no crânio, pode causar o mal posicionamento da maxila e, como consequência, o apinhamento dentário ou a falta de espaço entre os dentes, problemas que causam mordida cruzada ou inadequada.

Os aparelhos ortopédicos disjuntores são uma opção para a correção destes problemas, já que são colocados no céu da boca para estimular a expansão da maxila. Este tipo de aparelho possui um parafuso no centro do palato (céu da boca), que vai sendo ativado conforme a necessidade da sutura do osso a ser corrigido.

Os disjuntores podem ser móveis ou fixos e, de um modo geral, as crianças é que usam, pois ainda estão com os ossos em formação, sendo mais fácil expandir a maxila. Também podem ser usados em adultos, mas não mais com função ortopédica, mas dentária. Há casos em que os resultados também podem ser positivos em pré-adolescentes, na fase dos 14, 15 anos de idade.

Em geral, os aparelhos ortopédicos disjuntores são usados pelo paciente por cerca de seis meses. Nas primeiras semanas o profissional ortodontista ativará o aparelho pelo parafuso, e no restante do tempo a sutura e a calcificação palatina deve acontecer.

Entre os tipos de disjuntores mais utilizados hoje estão Hyrax, o Haas e Mcnamara.

É preciso ficar atento para o melhor tratamento a seguir, pois problemas de malformação óssea podem causar outras consequências desagradáveis, como dores de cabeça, tonturas, problemas respiratórios e dificuldades na mastigação. Consulte seu dentista.


  • Grey Facebook Icon
  • Instagram Facial Clin

© 2018 Facial Clin l Odontologia Avançada