Quais os perigos no uso da chupeta?

A chupeta é usada pelos pais tanto para dar a sensação de saciedade às crianças como para acalmá-las. No entanto, é preciso ter em mente que o uso desse objeto em excesso, especialmente após os três anos de idade, pode prejudicar o desenvolvimento da dentição, da arcada dentária, dos músculos da face e até afetar a mastigação e deglutição.

Há muitos estudos sobre os malefícios que a chupeta pode causar nos dentes ou na arcada dentária. Alguns deles apontam que ela age na boca como uma força não intencional que pode produzir e/ou acentuar a má oclusão dentária, causando a mordida aberta, forçando o descolamento dos dentes para a frente. A chupeta pode, ainda, estreitar o arco superior, aumentando a atividade muscular sobre os caninos e a diminuindo sobre os molares, o que determina a mordida cruzada posterior.

Dentes tortos e maxilar inferior para trás são outras possíveis consequências do uso de chupetas.

As bochechas, lábios e língua também podem ser prejudicados com esse objeto, podendo perder a força, dificultar a mastigação e a deglutição. Outra questão, é que a fala da criança também pode ser afetada, pois ao perder a força na musculatura facial, ela também pode encontrar dificuldade para pronunciar alguns sons.

O resultado disso tudo? A necessidade do uso de aparelhos ortodônticos, caso o problema seja grave. O ideal é que os pais reduzam o tempo de uso da chupeta das crianças e exclua-as da sua rotina antes de elas completarem três anos de idade. Há também a opção de oferecer aos filhos a chupeta ortodôntica, que é mais parecida com o bico do seio materno e, por consequência, permite um maior contato da língua com o palato. Ainda assim, vale lembrar que o segredo para evitar problemas está no limite, mesmo com este modelo, os pais devem controlar o uso e, aos poucos, incentivar que a criança deixe de usá-lo.


  • Grey Facebook Icon
  • Instagram Facial Clin

© 2018 Facial Clin l Odontologia Avançada